#363 A Grande Beleza (2013)

imageUm retrato exuberante da rica mais apática e decadente Roma.

Através do jornalista Jep Gambadella (Toni Servillo) e sua festa de comemoração dos seus 65 anos, o escritor e diretor Paolo Sorrentino cria uma obra que evoca Fellini de La Doce Vitta e nos oferece um cinema virtuoso, de uma Itália vazia e de uma riqueza decadente.

Tem um dos enquadramentos mais inusitados e bonitos do cinema recente. Cenas belíssimas, inusitadas, loucas. E a forma como ele conta a história, sem nexo inicialmente, se justificando em seguida, é refrescante.

Uma jornada reflexiva sobre o envelhecimento e tempo desperdiçado.

Curiosidade. Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Nota do público: 7.7 (IMDB)
Nota dos críticos: 91%(Rotten Tomatoes)

Bilheterias
EUA – $2,8 milhões
Mundo – $18,5 milhões


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s