#329 Perfume: A História de um Assassino (2006)

imageAdaptado do best-seller de Patrick Süskind, o filme é fiel ao livro, mas não consegue capturar toda sua essência.

Jean Batiste Grenouille (Ben Whishaw) foi abandonado à morte ao nascer no mercado de peixes na França do século XVIII por sua mãe. Mas é encontrado e apesar de toda a pobreza ele sobrevive e se tornar aprendiz de boticário graças ao dom que tem de identificar todos os odores existentes, do pior ao melhor. Sua vida só faz sentido através dos cheiros e ele decide criar o perfume mais incrível do mundo, o único porém, ele é feito de jovens virgens.

Não é que o filme seja ruim, eu pelo menos não achei, mas uma vez lido o livro, percebe-se que algumas soluções não foram ideais, ou foram mal resolvidas. Principalmente o final, muito importante para a trama. Mas de fato não era uma missão fácil, principalmente em humanizar ou não o personagem principal. Ele é um vilão? Uma vítima?

Mas vale pela composição de época de uma Paris e pela bela fotografia.

E inconscientemente ou não, lá no fundo, ao final da experiência de assistir ao filme, você deseja ter um pouco do poder do perfume.

Curiosidade. O livro era um daqueles que ganham fama de serem infilmáveis, por todo o universo do romance literário, principalmente pela relação do protagonista com os cheiros.

Nota do público: 7.5 (IMDB)
Nota dos críticos: 58%(Rotten Tomatoes)

Bilheterias
EUA – $2,2 milhões
Mundo – $135 milhões


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s