#289 Direto de Amar (2009)

imageUm filme que mostra a dor através da perda de um grande amor. Aqui, entre dois homens.

A brincadeira das cores para retratar as emoções do personagem do ator Colin Firth, mais cinza, quase sem cor em contrapartida as pessoas a sua volta, em tons vivos, fortes e, em como ao longo da trajetória dele até o final, elas se equilibram.

O diretor, o estilista Tom Ford, foi bastante elogiado e criticado em sua estreia na direção de um longa-metragem, na mesma intensidade em que foi dito que esta é uma obra muito estética. Concordo, a estética está ali, presente em todos os ângulos, enquadramentos, figurino, maquiagem, cabelo, na direção de arte, impecáveis, só que a favor do filme!

Me agradou muito os demais atores em cena, todos com um ar misterioso, com algo nas entrelinhas, não dito através das falas. Com maior ou menor importância, Julianne Moore, Mathew Goode, Nicholas Hoult, Ginnifer Goodwin, Lee Pace.

Curiosidade. Indicado ao Oscar de Melhor Ator para Colin Firth.

Nota do público: 7.6 (IMDB)
Nota dos críticos: 85%(Rotten Tomatoes)

Bilheterias
EUA – $9 milhões
Mundo – $24 milhões


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s