#276 A Marca da Maldade (1958)

imageA Marca da Maldade é perverso ao mostrar a natureza corrupta de um capitão da polícia.

Situado na fronteira do México com os EUA, a trama desse policial noir envolve assassinato, sequestro, gângsteres, drogas e corrupção. Os protagonistas são, Charlton Heston, na pele do chefe de polícia mexicano Vargas, Janet Leigh sua recém-esposa e Orson Welles, como o antagonista capitão corrupto Hank Quinlan. E conta ainda com a participação da maravilhosa Marlene Dietrich.

É um deleite visual, emocionalmente emocionante, um suspense sinistro e mesmo passados décadas, artisticamente inovador.

Curiosidade. Figura em 193º entre os 250 melhores filmes segundo o site IMDB.
Outra Curiosidade. Orson Welles, também diretor do filme, foi demitido durante a pós-produção (edição) e o filme teve um corte diferente do que ele havia solicitado. Antes de morrer ele escreveu uma carta com instruções da edição como ele havia imaginado. A Universal, estúdio do longa reeditou a obra em 1998 como ele gostaria. O Netflix não especifica qual das duas versões estamos vendo.

Nota do público: 8.1 (IMDB)
Nota dos críticos: 96%(Rotten Tomatoes)

Bilheterias
EUA – $2,2 milhões


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s