#249 Amor Sublime Amor (1961)

imageChega ser uma ofensa dizer que este musical é uma versão de Romeu e Julieta entre gangues rivais numa Nova Iorque da década de 60?

Aqui os porto-riquenhos Sharks rivalizam com os anglo-saxões Jets pelo domínio da área oeste de Nova Iorque, onde residem os imigrantes e as classes menos favorecidas. Até que o antigo líder dos Jets, Tony (Richard Beymer), se apaixona, e é correspondido, por Maria (Natalie Wood) irmã do Nardo (George Chakiris), líder dos Sharks.

A trama elimina a presença dos pais de ambos os personagens centrais, tendo um elenco praticamente jovem, com exceção do detetive da policia e o dono do bar, ponto de encontro das gangues. As cenas de lutas são balés coreografados, algo genial. E este é só um recurso utilizado num filme cheio de cenas memoráveis.

A produção tem uma das músicas mais clássicas dentre os musicais hollywoodianos, “Tonight”. Para mim, fã do gênero, é delicioso assistir a obras como esta e ser pego de surpresa ao reconhecer tal música. Isso ilustra como o cinema é imortal.

Curiosidade. Vencedor de 10 dos 11 Oscar a que foi indicado, dentre eles, Melhor Filme, Diretor, Ator e Atriz Coadjuvante. Os outros são, Melhor Fotografia, Direção de Arte, Figurino, Som, Edição e Trilha Sonora.

Nota do público: 7.6 (IMDB)
Nota dos críticos: 93%(Rotten Tomatoes)

Bilheterias
EUA – $43 milhões


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s