#79 Kramer vs Kramer (1979)

Kramer vc KramerProvavelmente este filme não teria o mesmo impacto hoje em dia, se fosse lançado exatamente da forma como ele estreou em 79.

Eram outros tempos e a mulher era vista como a dona de casa, subordinada ao marido e mãe. O filme mostra essa esposa impotente, consumida pela tarefa de cuidar apenas dos afazeres do lar e do marido, que, sem saber o que fazer ou pensar de si mesma, abandona ambos e vai embora. Ela é demonizada por tal atitude.

Por outro lado, o filme mostra as dificuldades desse homem recém divorciado, em conciliar a carreira em ascensão, com os cuidados domésticos e seu filho pequeno, humanizando o papel do pai, que aprende a olhar os outros e não apenas a si mesmo.

As atuações do trio central são emocionantes. A cena do duelo dos dois no tribunal pela guarda do filho é sutil e carinhosa, um misto de ternura e desapontamento um pelo outro, e o final, bem, o final é inesperadamente singelo.

Dustin Hoffman ganhou o Oscar de Melhor Ator pela interpretação do Ted Kramer. Meryl Streep foi consagrada Melhor Atriz Coadjuvante e o pequeno Justin Henry foi o mais jovem ator a ser indicado na categoria de Melhor Ator Coadjuvante. Também ganhou o Oscar de Melhor Filme, Roteiro Adaptado e Direção.

Um grande sucesso.

Curiosidade. O filme estreou no ano que eu nasci.
Outra Curiosidade. Foi indicado para 10 Oscar e ganhou 5 deles.

Nota do público: 7.8 (IMDB)
Nota dos críticos: 88%(Rotten Tomatoes)

Bilheterias
EUA – $106 milhões


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s