#31 Belas e Perseguidas (2015)

Belas e PerseguidasA piada motivo do trauma da personagem da Reese Witherspoon nem é tão engraçada assim pra ser alvo de chacota.

Filha de um policial modelo, a sequência de abertura deixa claro em poucos minutos que ela também seguirá o mesmo ofício do pai. Relegada a secretária do arquivo de evidências depois de cometer um erro, ela ganha uma nova chance ao ser designada a escoltar uma testemunha, Sofia Vergara, a depor contra um poderoso traficante de drogas.

Pode não ser a história mais original para uma comédia sobre uma policial mulher (Sandra Bullock já fez melhor), aliás, os clichês estão todos lá, desde a lingerie tipo vovó até a atitude masculinizada, mas é tão bobo e ruim que é bom e diverte.

Ponto alto, a discussão entre as duas em espanhol. Elas devem ter se divertido muito fazendo. E comédia é pra rir, nesta sequência gargalhei!

Podia ser melhor? De várias maneiras! A impressão é que a produção foi feita a toque de caixa. No final estava torcendo para Reese encontrar logo seu interesse romântico e “namorar”. É uma comédia leve, tranquila e passa rapidinho.

Curiosidade. As duas são produtoras do filme. A bilheteria foi baixa, devem ter lucrado pouco.

Nota do público: 4.9 (IMDB)
Nota dos críticos: 8% (Rotten Tomatoes)

Bilheterias
USA – $34 milhões
Mundo – $55 milhões


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s