#16 Quanto Mais Quente Melhor (1959)

Quanto Mais Quente MelhorQue bom assistir esse filme! Minha surpresa já começa na primeira cena com a fotografia em preto e branco, jurava que o filme fosse colorido.

Quanto Mais Quente Melhor é um clássico do cinema hollywoodiano, sendo citado e relembrado de tempos em tempos, e ontem entendi o por que. Usando uma Chicago de 1929 em plena lei seca e gangsteres, como pano de fundo, o filme é uma aula de roteiro bem estruturado, direção precisa e atuações impecáveis.

O filme mantém o frescor mesmo passado 56 anos. A dupla de músicos vividos por Jack Lemmon e Tony Curtis, se tornam testemunhas oculares de uma chacina e para fugirem dos assassinos precisam se vestir de mulheres e integrarem uma banda só de garotas em temporada na Flórida.  Eles fazem rir sem precisar cair no pastelão, em especial na cena em que o personagem do Jack, já travestido de mulher, diz ao amigo que irá se casar com um milionário. E soma-se a isso a beleza e fascínio da Marilyn Monroe. Como ela é hipnotizante! De uma presença em cena… única!

E no final, a última frase é de uma ousadia que, uau, me surpreendeu! Muito a frente do tempo em 59, e infelizmente, ainda hoje em dia!

Curiosidade. Está em 110ª na lista dos 250 melhores filmes do IMDB.
Outra curiosidade. Foram necessárias 47 tomadas para que a cena em que a personagem de Marilyn Monroe diz a fala “It’s me, Sugar” ficasse pronta. A atriz sempre trocava a fala ou para “Sugar, it’s me” ou para “It’s Sugar, me”. Após a 30ª tomada, o diretor Billy Wilder resolveu escrever em um quadro-negro a fala correta, para que Monroe não se confundisse.

Nota do público: 8.3 (IMDB)
Nota dos críticos: 96% (Rotten Tomatoes)


3 comentários sobre “#16 Quanto Mais Quente Melhor (1959)

  1. Que delícia de comentário, Álvaro! Com certeza este filme entrará na minha lista de filmes! Amo os clássicos e os atores/atrizes antigos…não sei porque, mas quase sempre tenho a sensação de que eram melhores do que os atuais.
    Quanto à Marilyn, embora tenha sido muito subestimada em razão dos papeis caricatos que interpretava (loira, gostosa/sexy e burra/ingênua), era sim, uma ótima atriz! e um dos motivos vc citou…presença de cena! Até hoje não consigo identificar uma atriz que consiga se igualar a ela neste quesito. Sem contar que a considero a mulher mais bonita que já existiu. Assim como acho que o Elvis o mais liiiiindoooo de todos! rs
    Parabéns pelo post…vc está cada vez melhor!
    :*

    Curtido por 1 pessoa

    1. Kika, como é bom receber seus comentários. São sempre muito enriquecedores pra mim e pro blog! Obrigado por compartilhar sua opinião e pelo prestígio! Que bom que gostou do post. Deixe seu comentário depois que ver o filme tb! Beijos.

      Curtir

  2. Que bom , Álvaro , você ter me lembrado de ” Some Like It Hot ” .
    Um sucesso !
    Com meus 16 anos ter assistido Marilyn Monroe ( Sugar Kane ) em ” Quanto Mais Quente Melhor” , foi o máximo .
    Veja que o tempo pode transformar um filme em um Clássico ou sepultá-lo no esquecimento .
    Com o relançamento de ” Some Like It Hot ” aos cinemas em 2012 para comemorar os 50 anos da morte de
    Marilyn Monroe , com certeza o filme se transforma num super Clássico , garantindo seu lugar na história da sétima arte !

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s